A linguagem corporal nos oferece uma quantidade incrível de informações sobre o que o outro está pensando, ou sentindo, se soubermos o que observar.Um artigo escrito pelo Dr. Travis Bradberry, um dos fundadores da TalentSmart, fornecedor líder mundial de teste e formação em inteligência emocional, diz que em uma pesquisa da UCLA:

7% da comunicação é baseada nas palavras. 38% vem do tom de voz e os 55% restantes, da Linguagem Corporal.

Aprender como perceber e interpretar estes 55% nos deixa um passo a frente das outras pessoas. Qualquer ferramenta que nos ajuda a agilizar o caminho da comunicação é poderosa e bem-vinda. Monitorar a linguagem corporal adequadamente nos coloca mais perto da natureza do outro e de como ele está nesse momento.Isso pode ser aplicado: em um relacionamento amoroso. com nossos filhos, nos relacionamentos profissionais, com amigos e família.

Alguns indicativos de nossa linguagem corporal:
Pernas e braços cruzados indicam resistência às nossas ideias, são barreiras físicas.
“Não estou aberta ao que você está me dizendo mesmo que eu esteja sorrindo em uma conversa agradável”.
A linguagem corporal revela sempre a mensagem.
Uma pesquisa feita por Gerard I. Nierenberg e Henry H. Calero, mostrou que pernas e braços cruzados demontram uma pessoa bloqueada:
MENTALMENTE
EMOCIONALMENTE
FISICAMENTE
NÃO É INTENCIONAL MAS MUITO REVELADOR.

Outros indicativos
– Sorrisos sinceros franzem os olhos.
– A boca pode mentir, mas os olhos não.
– Quando o outro copia nossa linguagem corporal é um bom sinal.

Espelhar a linguagem corporal é algo que fazemos inconscientemente quando sentimos um vínculo com a outra pessoa.
O que transmite é que o outro está receptível à nossa mensagem.
Se fosse em um negócio, o espelhamento revelaria que a outra pessoa está, por exemplo, pensando em um acordo. O cérebro é programado para igualar o poder com a quantidade de espaço que as pessoas aceitam.

Ficar de pé, com os ombros para trás, é uma posição de poder. Boa postura impõe respeito e promove envolvimento. Estar rígida demais demonstra que existe algo acontecendo por dentro.
Contato visual: manter o olhar por 7 a 10 segundos é muito tempo. Sobrancelhas levantadas demonstram: surpresa, preocupação e medo.
Balançar a cabeça: Quando você está contando alguma coisa para alguém e essa pessoa balança a cabeça, significa que ela está preocupada com o que você pensa sobre ela ou está duvidando de sua palavra.
Mandíbula contraída, pescoço tenso e testa franzida revelam os sinais do estresse.
Não importa o que a pessoa diga, esses sinais demonstram desconforto.
Quando percebemos que o que a pessoa diz não coincide com o que ela expressa, ou seja, com sua LINGUAGEM CORPORAL, é importante dominar essa ferramenta para conseguir ler o outro.
É muito mais fácil controlar o que falamos do que controlar nosso corpo.
Morder o lábio identifica medo, ansiedade e estresse.
Um sorriso autêntico envolve a boca, orelha e rugas que aparecem ao redor dos olhos. Tudo é envolvido.
Pupilas dilatadas significam interesse
Pupilas contraídas, desinteresse
A direção dos olhos quando uma pessoa, pensa, nos diz muitas coisas.
Coçar o nariz é indiscutivelmente um dos indicadores mais populares de quem está mentindo.

O que nos diz, portanto, a linguagem corporal?
Que existem coisas que não podem ser ditas com palavras.
Que se soubermos observar, poderemos decifrar outras mensagens além da verbal em qualquer situação.
Que quanto maior for a dificuldade verbal, mais expressões corporais surgirão.
Que quanto mais emoções não exteriorizadas, mais expressões corporais inconscientes aparecem.
Então, vamos observar esses sinais para que nossa comunicação e leitura do outro se torne cada vez mais eficaz.

Para continuar pensando:

O Corpo fala
Pierre Weil
O livro tenta desvendar a comunicação não-verbal do corpo humano,primeiramente analisa os princípios subterrâneos que regem e conduzem o corpo. A partir desses princípios aparecem as expressões,gestose atos corporais que, de modos característicos estilizados ou inovadores,expressam sentimentos,concepções,ou posicionamentos internos.

A linguagem corporal dos líderes
Carol KinseyGoman
A linguagem corporal é a administração do tempo, do espaço, da aparência, da postura, do gesto, da prosódia vocal, do toque, do cheiro, da expressão facial e do contato visual. A mais recente pesquisa na neurociência e psicologia provou que a linguagem corporal é crucial para a eficácia da liderança- e este livro vai mostrar a você, exatamente, como ela impacta a capacidade dos líderes em negociar, administrar a mudança, estabelecera confiança, projetar o carisma e promover a colaboração.

De corpo e alma
Boris Cyrulnik
Este livro funda uma nova biologia do apego. Explica porquê, para cada um de nós, a vida é uma permanente conquista, nunca estabelecida de antemão. Nem nossos genes, nem nosso meio de origem nos proíbem evoluir. Tudo é possível. Uma mensagem de esperança, cheia de ternura e de humanidade.

Metafísica da saúde
Valcapelli & Gasparetto
Acredito que é hora de pararmos para nos perguntar por que um organismo que sempre foi capaz de se adaptar e se defender preservando a saúde fica doente de uma hora para outra. Ou, ainda, porque desenvolvemos um tipo de doença em um certo local do corpo e não em outro? A Metafísica moderna tem investigado e encontrado dramáticas e surpreendentes leis que nos revelam como funcionamos. Esta obra traz uma nova visão de vida e ensina a compreender os sinais de seu corpo muito antes que a doença chegue.´

Relacionados
Autodependência

Autodependência significa saber que sou vulnerável, que não sou onipotente mas que sou responsável por mim mesma. Eu sou a Leia mais

Liberdade

Direito de agir segundo o seu livre arbítrio, de acordo com a própria vontade, desde que não prejudique outra pessoa. Leia mais

Segurança

Insegurança emocional é uma combinação de falta de vontade, baixa autoestima, medo e inércia Como citou Anais Min: Não vemos Leia mais